Ementa das disciplinas

ESTUDOS SOBRE ÁFRICA – Carga horária: 40 horas

As escolas antropológicas e a visão da África. Os povos africanos, suas regiões e suas matrizes linguísticas. Religiões africanas e Religiões de Matrizes Africanas no Brasil. Vivências e Significações culturais africanas nas Américas. A África contemporânea na historiografia: um balanço crítico. História africana regional e local. História da cultura africana. História das Áfricas na contemporaneidade. Colonização, colonialismo e resistências na história da África. Movimentos de independência: negociação e revoluções. Etnias, sociedade e poder após as independências. Apartheid e pós-apartheid.

RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS NO BRASIL – Carga horária: 40 horas

Estudo dos processos de construção de fronteiras e de identidades étnicas, procurando discutir os fatores que as modificam e determinam como as teorias e concepções nativas, a competição por recursos, a hierarquia e estratificação entre grupos assimétricos, o estabelecimento de tradições e culturas regionais, a intervenção disciplinar do Estado. Ênfase no sudeste Etnográfico em termos do desenvolvimento dos estudos quilombolas no Brasil.

AÇÕES AFIRMATIVAS E POLÍTICAS PÚBLICAS DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL – Carga horária: 40 horas

Análise e formulação das políticas públicas no Brasil; Movimento Social Negro; Políticas Públicas e Justiça Social; Ações Afirmativas: História, Conceito e Definição; Idéia de Justiça Distributiva e igualdade de condições; Leis Anti-Racistas tendo como foco os temas: Cultura, Educação e Racismo. Trata das políticas para a promoção da igualdade racial. Discussão sobre a temática da igualdade racial na formação continuada de professores, com o objetivo de eliminar desigualdades historicamente acumuladas. Estudos da Lei 10.639/03, Diretrizes 01/2004.

RELIGIÕES DE MATRIZ AFRICANAS E PERSPECTIVAS CURRICULARES – Carga horária: 40 horas

Saberes tradicionais a partir da cosmovisão africana e a relação entre religiosidades africanas e afro-brasileiras. História das religiões de matriz africana no Brasil e a importância destas manifestações para a compreensão da cultura brasileira como subsídios para a aplicação da Lei 10.639/03.

DIREITOS HUMANOS E EDUCAÇÃO – Carga horária: 40 horas

Analise das condições teóricas e das condições sociais do conhecimento e dos paradigmas filosófico-jurídicos dos direitos humanos. Percepção dos direitos humanos e da cidadania na construção das lutas sociais e na constituição de novos sujeitos de direito. Os movimentos sociais e a emergência de sujeitos coletivos de direito. A cidadania como possibilidade de colocar no social estes novos sujeitos, capazes de criar direitos, como direitos humanos mutuamente reconhecidos e aptos a determinar a sua participação autônoma no espaço da decisão política. Critérios para a elaboração de um programa de direitos humanos na construção e reconstrução das democracias latino-americanas. Experiências de organização práticas políticas e estratégias sociais de criação de direitos. Educação para os direitos humanos e a cidadania.

MEMÓRIA, TRADIÇÃO E CULTURA AFRO-BRASILEIRAS – Carga horária: 40 horas

Análise do processo histórico de formação dos territórios quilombolas. Estudo de construção de fronteiras culturais e identidades étnicas estabelecendo as tradições culturais regionais. Discussão sobre o processo contemporâneo de organização desses territórios e espaços de cultura afro-brasileira.

DIMENSÕES AFRO-BRASILEIROS NO CURRICULO – Carga horária: 40 horas

Estudo das raízes brasileiras que têm origem africana. Modos de ser, de viver, de organização das lutas. Marcas da cultura africana que constituem o cotidiano do afro-brasileiro. Saberes que estão relacionados ao currículo da escola que excluem o conhecimento de africanidades. A contribuição das  africanidades no cotidiano da escola.

HISTÓRIA E CULTURA AFRICANAS – Carga horária: 40 horas

As geografias africanas para o estudo da história e cultura africanas. Os africanos escravizados no Brasil sabiam escrever. Uma introdução às escritas africanas. As cidades africanas na história de um continente. África e africanos  na história das matemáticas.

TÓPICOS DE PESQUISA I – Carga horária: 20 horas

Teoria da Pesquisa. Tipos de Pesquisa: histórica, descritiva, experimental. Métodos e técnicas de coleta de dados quantitativos. Elaboração de projetos de pesquisa. Ciência em seus diferentes aspectos. Compreensão do que é ciência; metodologia da pesquisa e pesquisa científica. Analisar e discutir metodologia da pesquisa e suas várias etapas. Elaboração de roteiro de pesquisa.

TÓPICOS DE PESQUISA II – Carga horária: 20 horas

Pesquisa Qualitativa. Definições e objetivos. Função políticas e valores. Concepção, tipos e características. Organização da pesquisa. Áreas de atuação. Elaboração de projeto de pesquisa. Elaborar roteiro de pesquisa e trabalho de conclusão de curso.

TÓPICOS ESPECÍFICOS: TRABALHO ACADÊMICO DE CONCLUSÃO DE CURSO – Carga horária: 30 horas

Plano de Estudo. Pressupostos Teórico-metodológicos. Desenvolvimento do trabalho de conclusão do curso.

Transparência Pública
Acesso à informação

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910